Museu da Computação e Informática - MCI
www.mci.org.br

NE Z80
NE Z80 Fabricante: Nova Eletrônica / Prológica
País: Brasil
Linha: Sinclair
Compatibilidade: ZX-80
Ano de lançamento: 1981
Processador: Z80 A, de 8 bits
Clock: 3,25 MHz
Memória RAM: 16Kb
Memória ROM: 4Kb
Teclado: plano, tipo membrana 40 teclas
Tela: 24 linhas x 32 colunas

 

 

 
NE-Z80
o computador pessoal acessível

Preço proibitivo é um traço comum a todos os computadores pessoais que têm surgido no mercado brasileiro.
Com um pouco de imaginação e labuta, substituímos as unidades de vídeo e fita magnética do projeto de um microcomputador, pelo uso da televisão e do gravador cassete que você já tem em casa, naquelas funções.
E o resultado aí está: um instrumento de trabalho, pesquisa e divertimento, do tamanho e do preço de uma calculadora de mesa, com todas as potencialidades de seus "primos ricos". Mas acessível a pequenas empresas e pessoas interessadas individualmente em aprender e tirar proveito das possibilidades da informática.
Nova Eletrônica
Nº 56 - OUTUBRO/1981


Assim começava o artigo da Revista Nova Eletrônica (NE), edição de outubro de 1981, sobre o lançamento do kit do mês, "um sensacional e inovador lançamento", o microcomputador pessoal NE Z80.

Os computadores, até então, só eram usados por grandes empresas, instituições financeiras e órgãos do Governo, devido ao elevado preço. Medindo apenas 17,5 x 22 x 4 cm e lançado em forma de kit, o NE Z80 foi o primeiro computador pessoal brasileiro economicamente acessível ao usuário doméstico, era o menor e mais barato computador pessoal existente no Brasil, era vendido ao preço de Cr$ 59.900,00 na Filcres, loja de comércio eletrônico. A Equipe Técnica da revista Nova Eletrônica conseguiu reduzir substancialmente o custo final substituindo os acessórios mais caros dos computadores vendidos na época por equipamentos que a maioria do público potencialmente comprador já tinha em casa. O terminal de vídeo foi substituído pelo aparelho de TV e a unidade de armazenamento auxiliar podia ser qualquer gravador cassete convencional.

A revista Nova Eletrônica era uma publicação de propriedade da Editele, editora que junto com as lojas Filcres e a Prológica faziam parte do mesmo grupo.

A memória EPROM (2732) de 4 Kbytes continha o programa monitor e a linguagem BASIC (simplificada). A memória RAM (2114) de 1 Kbyte era usada para armazenar o programa do usuário, com possibilidade de expansão para 16 Kbytes através do cartão NEX. As ligações externas para a TV e o gravador cassete eram diretas, pois as interfaces já faziam parte do sistema. A fonte era um eliminador de pilhas, incluso no conjunto do kit. Na parte posterior encontra-se os conectores para o gravador cassete, a saída para TV e a expansão que dava acesso a todos os sinais necessários para ampliar a memória RAM.

O NE Z80 era excelente para o usuário aprender a linguagem BASIC. O micro continha um verificador de erros de sintaxe no programa, verificava caracter por caracter o lugar onde ocorreu o erro. Só aceitava linhas com sintaxe de programação correta, o que auxiliava o aprendizado do BASIC.

Sempre que uma nova linha com instrução era introduzida no microcomputador, ela se formava, primeiramente, no canto inferio esquerdo da tela, sob orientação do cursor. Ao se verificar a exatidão da linha, ela era levada para junto do restante do programa, na parte superior da tela, por intermédio da tecla NEW LINE (que corresponde a tecla ENTER atualmente).

As operações aritméticas realizadas eram a adição, subtração, multiplicação, divisão e exponenciação. As operações relacionais eram menor que (<), maior que (>) e igual (=). As equações booleanas eram E, OU e NÃO (inversão).


TECLADO
O teclado é constituído de 40 teclas com um total de 102 funções. A fim de evitar os tão comuns problemas de contato devido ao desgaste mecânico, o teclado do NE Z80 é plano, sendo uma membrana sensível ao toque, sem peças móveis, com contatos de prata e sem problema de desgaste da tinta, graças à ténica de impressão utilizada.


VÍDEO
A ligação do micro era através do terminal de antena do aparelho de TV (preto & branco ou colorido), que devia ser sintonizado no canal 2 de VHF. Além dos números e letras, 10 símbolos gráficos, mais espaço e inversão, permitiam o desenho geométrico na tela do vídeo. A resolução no modo texto era de 24 linhas por 32 colunas, no modo gráfico a resolução era de 44 linhas por 64 colunas. Invertendo a polaridade do sinal de vídeo, o caracter podia ser impresso em campo reverso.


PROPAGANDA
Lançamento do NE Z80
Revista
Nova Eletrônica
Out/1981

Atualizado: 13/Nov/2001
Voltar    Início