Museu da Computação e Informática - MCI
www.mci.org.br

Sistema 700
Sistema 700 Fabricante: Prológica Ind. e Com. de Microcomputadores Ltda
País: Brasil
Linha: Profissional
Compatibilidade: CP/M
Ano de lançamento: 1981
Processador: Z 80A
Clock: 4 MHz
Memória RAM: 64 Kbytes
Memória ROM: 2 Kbytes
Tela: 24 linhas x 80 colunas

O Sistema 700 era um microcomputador compatível com o sistema operacional CP/M, de porte médio, era utilizado para aplicaçõs administrativas, financeiras, contábeis e engenharia, em sua configuração básica, consistia de gabinete único, contendo o teclado, o vídeo monocromático de 80 colunas e duas unidades de disquete de 5,25 polegadas.

A unidade central está inteiramente contida em uma única placa, que engloba o circuito do teclado, a CPU, a memória principal e os controladores de E/S (Entrada e Saída). A CPU conta com dois microprocessadores Z 80A, de 8 bits, operando a uma velocidade de clock de 4 MHz: o primeiro microprocessador é a CPU propriamente dita, executando todas as funções relacionadas ao processamento e ao vídeo, enquanto o segundo se encarrega das rotinas de controle das operaçõs de E/S em disco.

A memória é dividida em três: uma RAM de 64 Kbytes (não expansível), para programas, outra RAM, de apenas 2 Kbytes, para comunicação entre os dois microprocessadores, e uma EPROM de 2 Kbytes, destinada ao controle básico dos periféricos e ao carregamento inicial (bootstrap).

A unidade central inclui todos os controladores de periféricos (vídeo, teclado, impressora e disco), e conta com conectores traseiros para a ligação dos mesmos. Além disso, existem duas portas de comunicações seriais do tipo RS-232C, capazes de comunicações assíncronas com velocidade programável entre 50 a 19.200 bauds, e síncronas, com velocidade de 1.200, 2.400, 4.800 e 19.200 bauds.

O Sistema 700 utilizava o sistema opercional DOS-700 (desenvolvido pela Prológica), inteiramente compatível com o CP/M (um dos mais difundidos no mundo), e por causa disso, era capaz de executar a maior parte dos programas e pacotes aplicativos existentes para esse sistema operacional. O microcomputador era fornecido com duas linguagens: Assembler e BASIC interpretado. Opcionalmente podia ser adicionadas as linguagens Fortran ANS, compilador BASIC, compilador COBOL ANSI 74, Algol, Pascal, PL/I, MUMPS/M, RPG, Faturol C, etc. Existia também uma grande variedade de aplicativos como processadores de texto (WordStar), planilhas eletrônicas (CalcStar), banco de dados (DataStar e dBase II), etc.


TECLADO
O teclado do Sistema 700 é completo, do tipo eletromecânico, e incorporado ao gabinete da unidade central. É composto de dois blocos separados: um com disposição semelhante ao de uma máquina de escrever, com 62 teclas, capazes de enviar 128 caracteres do padrão ASCII, inclusive maiúsculas e minúsculas. O segundo bloco, à direita, consta de um teclado numérico reduzido, para digitação rápida de números, e tem dezoito teclas, inclusive para controle do cursor, vírgula, ponto e ENTER. Essas teclas podiam ser redefinidas internamente pelo usuário, através de programa.


VÍDEO
O monitor de vídeo monocromático, de fósforo verde, tem 12 polegadas de diagonal e também é incorporado ao gabinete da unidade central. Representa texto no formato de 24 linhas por 80 colunas, em caracteres maiúsculos e minúsculos, o canto superior direito da tela podia ser usado para apresentar continuamente um relógio digital, com horas, minutos e segundos.

A matriz de caracteres é de 5x7, sobre um campo de 5x10, verde sobre fundo escuro. O cursor era um retângulo cheio, piscante. O vídeo podia ser programado nos seguintes atributos: campos piscantes ou protegidos.


MEMÓRIA AUXILIAR
A memória auxiliar padrão, fornecida com o sistema básico, constava de duas unidades de disquete de 5,25 polegadas, face simples e densidade dupla, com capacidade formatada de 350 Kbytes por disquete. As unidades são incorporadas ao gabinete central, em posição vertical, do lado direito. Opcionalmente, podia ser adquirido, ao invés das unidades de face simples, duas de face dupla, com cerca de 700 Kbytes de capacidade. Para expandir a capacidade de memória de massa, existia também a possibilidade de usar até quatro unidades de disquetes de 8 polegadas, com padrão IBM 3740 (densidade e face simples, 256 Kbytes por disco), ou unidades de dupla face e dupla densidade, com aproximadamente 1 Mbyte por disquete. Outra possibilidade era conectar ao Sistema 700 um módulo externo com disco rígido, do tipo Winchester, chamado SuperFile, com capacidade de 5 ou 10 Mbytes.


PROPAGANDA
Propaganda do Sistema 700
Revista
Micro Sistemas
Mai/1982

Criado em: Out/2001
Atualizado: 06/Jan/2002
Voltar    Início